Modelo Comum de Desenho e Desenvolvimento de Serviços Digitais (versão beta)

 

O Modelo Comum de Desenho e Desenvolvimento de Serviços Digitais consiste no conjunto de princípios, normas, guias, arquiteturas de referência e tecnologias comuns para o desenho e desenvolvimento de serviços públicos digitais. Este modelo é uma iniciativa liderada pela Agência para a Modernização Administrativa, I.P. (AMA) em colaboração com o Conselho para as Tecnologias de Informação e Comunicação na Administração Pública (CTIC) e que tem como público-alvo todas as entidades da Administração Pública, fornecedores de software e de serviços ou outros parceiros envolvidos na construção destes serviços.

Nesta primeira versão, são disponibilizados os conceitos-chave do modelo, os princípios base, a legislação aplicável e os blocos de construção para as soluções que deverão suportar os serviços públicos digitais.

Este modelo encontra-se em permanente evolução e deverá ser constantemente atualizado de acordo com as estratégias e compromissos nacionais e internacionais em vigor.

A adoção deste modelo promove os seguintes potenciais benefícios:

  • uniformidade e consistência na definição, implementação e medição de serviços digitais;
  • aumento da inclusão e acessibilidade dos serviços digitais;
  • maior segurança e proteção de dados pessoais;
  • uma melhor experiência de utilização para os cidadãos, reduzindo significativamente o número de interações necessárias (desenho centrado no utilizador) e a quantidade da informação prestada (pedir informações novas uma única vez);
  • reutilização de componentes e plataformas existentes na Administração Pública, para uma transformação digital coordenada e eficiente;
  • maior agilidade no ciclo de desenvolvimento de serviços digitais;
  • redução de custos, através da utilização de normas abertas e criação de código aberto permitindo e promovendo a reutilização e colaboração.